• logo linkedin
  • logo email
forêt Gabon AFD
Imensidão de biodiversidade, armazenadoras de carbono, fontes de alimentação... Indispensáveis para a vida na Terra, as florestas do planeta estão sendo ameaçadas pelas atividades humanas e mudanças climáticas. Por conta do One Forest Summit, organizado em Libreville, no Gabão, nos dias 1° e 2 de março de 2023, a Agence Française de Développement (AFD) te ajuda a entender melhor as questões mais importantes ligadas à preservação das florestas, bem como as soluções implementadas para atingir esse objetivo fundamental.

A ÁRVORE QUE ESCONDE A FLORESTA

“Grande extensão de terreno coberto de árvores”. A definição da palavra floresta no dicionário parece hoje ultrapassada diante da grande quantidade de detalhes impressionantes que a ciência nos revela. A floresta, este ecossistema complexo que mistura mamíferos, pássaros, insetos, plantas, cogumelos, microrganismos subterrâneos, matéria orgânica, água e gás não pode se resumir apenas a uma série de troncos enraizados e erguidos aos céus. “A floresta é um conjunto de árvores que cresceu espontaneamente”, descreve de maneira elegante Francis Hallé, botânico e biólogo especialista de florestas tropicais. E talvez muito mais…

Hoje, a floresta é a nossa maior aliada na luta contra as mudanças climáticas, já que absorve a cada ano cerca de 2 bilhões de toneladas de CO2, ou seja, 5% de nossas emissões de gases do efeito estufa. Ela também nos ajuda a preservar as espécies vivas, pois acolhe 80% da biodiversidade terrestre. E a floresta possui ainda outras virtudes: ela tem papel preponderante na purificação da água doce, na produção de oxigênio e no fornecimento de madeira, alimentos e outros serviços a cerca de 1,6 bilhão de seres humanos.

Em 2023, diante da emergência ecológica que vivemos, essa reserva de vida e carbono está sofrendo diversas ameaças. Pela extensão das culturas agrícolas e da pecuária, pelas grandes construções, pela exploração não sustentável da madeira, pelo aquecimento climático… Entre 1990 e 2015, as florestas do mundo perderam 130 milhões de hectares, ou seja, duas vezes a superfície do território francês, de acordo com a Organização das Nações unidas para a alimentação e agricultura (FAO). Desde 2010, o desmatamento não para de crescer, sobretudo na América do Sul e na África. “Se continuarmos nesse ritmo, não haverá mais floresta tropical no final deste século”, alerta Gilles Boeuf, biólogo e professor da Sorbonne. Tal como o povo desaparecido da Ilha de Páscoa, nós estamos queimando nossos recursos aos poucos e correndo o risco de aumentar ainda mais a perda de biodiversidade, amplificar as mudanças climáticas e liberar novas doenças com potencial devastador …

Hoje, parece impossível acabar de vez com a exploração das florestas nos quatro cantos do mundo. Então por que não fazer o possível para torná-la mais responsável e sustentável para nossos ecossistemas? Esse é um dos Objetivos de desenvolvimento sustentável (ODD, a sigla em inglês) das Nações unidas: Preservar e restaurar os ecossistemas terrestres, assegurando sua utilização sustentável, o manejo sustentável das florestas, o combate à desertificação, a interrupção e inversão da degradação da terra e a interrupção da perda de biodiversidade”. Esse objetivo é compartilhado pela Agence Française de Développement de desenvolvimento, que apoia há mais de 30 anos dezenas de projetos com o intuito de implementar uma gestão responsável das florestas na bacia do Congo, associando a seus projetos sempre que possível as comunidades locais e os povos originários.

Diante dessas questões, não há soluções simples. Mas se não cuidarmos da natureza, a árvore que esconde a floresta não terá mais o que esconder.

OS ARTIGOS de dossiÊ

6 razões para preservar as florestas

Como a AFD se mobiliza para proteger a Amazônia

Projeto Terrindigena, fortalecendo os povos originários da Amazônia

Video|Proteger a Amazônia com os povos indígena

Donnez-nous votre votre avis sur notre site web en répondant à notre grande enquête !