• logo linkedin
  • logo email
default image
A Agence Française de Développement (AFD) mobiliza 5,3 milhões de euros para apoiar o Ministério da Saúde Pública cubano (MINSAP) na sua luta contra a pandemia de Covid-19. Concretamente, foram fornecidos 76 respiradores e 180 mil kits de proteção e suprimentos para o desenvolvimento dos testes de diagnóstico.

Antes mesmo da emergência da pandemia, a AFD já havia atribuído ao governo cubano um empréstimo de 24 milhões de euros, em julho de 2019, para reforçar as capacidades de três instituições de saúde: o Instituto Pedro Kourí (IPK - agora na linha de frente no combate à Covid-19), o Instituto de Nefrologia (INEF) e o Instituto Nacional de Higiene, Epidemiologia e Microbiologia (INHEM).

Em Maio de 2020, após a emergência relativa à Covid-19 e a pedido do MINSAP, a AFD concordou em realocar parte do financiamento previsto para permitir a aquisição urgente de materiais de proteção e respiradores destinados ao IPK e aos hospitais das províncias mais afetadas.


Agilidade na urgência

Segundo o Dr. Duran, diretor de epidemiologia do MINSAP e chefe do projeto AFD, “a aquisição destes equipamentos permite atender a várias necessidades urgentes: por um lado, garantir a proteção do pessoal de saúde e, por outro, assegurar o tratamento na unidade de terapia intensiva para pacientes em estado crítico ou grave, no âmbito do plano de prevenção e controle da Covid-19 do nosso país; trata-se de uma ajuda valiosa para lidar com a pandemia.” 

Para o embaixador francês em Cuba, Patrice Paoli, “graças à Agence Française de Développement, foi possível prestar ajuda de emergência a nossos parceiros cubanos no combate à epidemia de Covid-19. Isto é uma prova da proximidade de nossas relações e de nossa solidariedade. Além disso, prosseguimos o trabalho estrutural a longo prazo com o Instituto de Medicina Tropical Pedro Kourí, o Instituto de Nefrologia e o Instituto Nacional de Higiene, Epidemiologia e Microbiologia, para o desenvolvimento de suas capacidades.

Em 2020, o apoio da AFD ao MINSAP deverá ser reforçado, principalmente através do financiamento de uma parceria com o Instituto Pasteur, em associação com o Instituto de Pesquisa em Saúde, Meio Ambiente e Trabalho (IRSET) e a Escola de Altos Estudos em Saúde Pública (LERES), assim como com a mobilização de uma subvenção da União Europeia para aumentar o volume de equipamentos financiados. Aliás, a AFD também trabalha com o Instituto FINLAY, com o qual prepara o financiamento de um projeto destinado a desenvolver suas capacidades de pesquisa de produção e exportação de vacinas. 


A saúde, mas não exclusivamente

Além do setor de saúde, a AFD tem acompanhado o governo cubano desde o final de 2016 na modernização de suas infraestruturas (água, saneamento, transportes), bem como em sua transição para um modelo econômico sustentável, promovendo práticas agrícolas sustentáveis (pecuária, banco verde) e o desenvolvimento de energias renováveis (biomassa, eólica). Ela já afetou mais de 100 milhões de euros a Cuba e prevê aumentar seu financiamento nos próximos anos.