Nossas prioridades

A nossa estratégia está alicerçada numa visão, a de um mundo em comum, e em torno de cinco compromissos estruturantes: 100% Acordo de Paris, 100% Inclusão social, desenvolvimento em 3D, priorizar os atores não soberanos, priorizar parcerias.
  • logo linkedin
  • logo email
Zagtouli, planta solar, Burkina Faso
Contribuir para a construção de um mundo em comum, esta é a missão do grupo AFD. Um mundo em comum é um mundo que preserva e defende os cinco grandes bens comuns que são o planeta, a inclusão social, a paz, as parcerias e a prosperidade econômica. Cabe ao financiamento público do desenvolvimento um papel fundamental na preservação colectiva desses bens. É um acelerador e um facilitador. É um investimento que cria laços entre a França e seus parceiros do Sul, por um interesse mútuo.

Assumimos cinco compromissos estruturantes para promover esses cinco bens comuns mundiais:

100% Acordo de Paris

parque eólico Ashegoda, Etiópia

A implementação do Acordo e Paris é, de agora em diante,o eixo central do nosso mandato. Para proteger o planeta das mudanças climáticas e do empobrecimento da biodiversidade, todos os nossos financiamentos agora precisam ser compatíveis com um desenvolvimento de baixo carbono e resiliente, nos termos do Acordo de Paris. Fica a AFD incumbida de mobilizar o investimento público e privado nessa direção.

100% inclusão social

crianças, alunos, escola Angira, Kenya, educação

Por um desenvolvimento promovendo o bem-estar das populações, nos comprometemos a lutar contra as desigualdades e a fazer do fortalecimento do vínculo social entre populações e regiões uma condição da nossa atuação. O acesso à educação e a igualdade real entre mulheres e homens são duas directrizes fundamentais nesta perspectiva.

Desenvolvimento em 3D

vendedora , Mopti, Mali

Nos contextos de crise e de fragilidade, não pode haver desenvolvimento sustentável sem garantir a paz e a estabilidade. E não pode haver paz sem ação sobre os determinantes sociais,políticos e ambientais das crises.Para atender o terceiro D do tríptico
Defesa, Diplomacia e Desenvolvimento (os “ 3D”), estamos trabalhando ao lado dos demais atores do desenvolvimento, em complemento da ação dos humanitários, dos diplomatas e dos militares. Uma “visão 3D” é uma visão voltada primeiro para a prevenção dos conflitos

Priorizar os atores não soberanos

fábrica Transpaper, Kampala, Uganda

Além da ação dos governos, todos os atores da sociedade precisam orientar os seus investimentos para a realização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Iremos contribuir mais forte com o financiamento dos atores não soberanos dos países onde atuamos: empresas públicas, governos locais, organizações da sociedade civil, fundações, setores privado e financeiro. O seu papel é fundamental.

Priorizar parcerias

formação profissional, Libano, jovens

O nosso quinto compromisso é transversal e diz respeito ao modo de atuação. Para a realização destes compromissos, o grupo AFD aplicará um preceito muito simples: um projeto desenvolvimento com um parceiro sempre é melhor do que um projeto
sem parceiro.

A Agenda 2030 dos ODS e do Acordo de Paris, pela sua exaustividade, sua universalidade geográfica, sua pertinência em todos os níveis, do Governo à sociedade civil, requer uma resposta coletiva em parceria generalizada. O desejo de abertura sistemática para novos atores é uma das grandes marcas da nossa nova  estratégia.