• logo linkedin
  • logo email
chiffre
O NÚMERO - 17 países em desenvolvimento, maioritariamente africanos, beneficiarão do programa "Transformar os sistemas financeiros para o clima".

Trata-se de um dos compromissos assumidos pelo presidente da República Francesa, Emmanuel Macron, durante o One Planet Summit 2, em Nova York, em setembro de 2018: aplicar o Acordo de Paris acelerando localmente a reorientação dos fluxos de investimento para um desenvolvimento com baixas emissões de carbono e resistente às alterações climáticas. É, de fato, crucial incentivar as instituições financeiras locais a melhorar suas práticas de financiamento a favor da luta contra as alterações climáticas.

Lançado um mês mais tarde pela AFD, o programa "Transformar os sistemas financeiros para o clima" aparece como a tradução concreta desse compromisso. Somando mais de 750 milhões de dólares, incluindo uma contribuição de 280 milhões de dólares do Fundo Verde para o Clima (Green Climate Fund - GCF), o programa deve beneficiar, a prazo, as instituições financeiras locais (bancos comerciais, bancos públicos, instituições de microfinanciamento) de 17 países, 16 dos quais situados no continente africano (Benim, Burkina Faso, Camarões, Costa do Marfim, Egito, Quênia, Madagascar, Ilhas Maurício, Marrocos, Namíbia, Nigéria, Senegal, África do Sul, Tanzânia, Togo e Uganda), e no Equador.