América Latina e Caribe

A América Latina e o Caribe devem responder a dois desafios: a mudança do clima e a urbanização. A AFD atua no âmbito de um mandato que associa a proteção do meio ambiente, o desenvolvimento econômico e o combate às desigualdades.
  • logo linkedin
  • logo google plus
  • logo email
panorama sur la ville de Medellín depuis le quartier de La Sierra, Colombie
A AFD, a América Latina e o Caribe: conciliar o cescimento econômico, a coesão social e a proteção do meio ambiente
Medellín, Colombia

Acompanhar o desenvolvimento urbano e fortalecer a coesão social

Linha de ônibus BRT em Curitiba, Brasil

Acompanhar o desenvolvimento urbano e fortalecer a coesão social

A América Latina enfrenta um paradoxo: é o continente mais urbanizado do mundo, mas conhece um nítido atraso em termos de infraestruturas em relação a outras regiões emergentes. O setor dos transportes, em especial, apresenta um desenvolvimento insuficiente. Contudo, os desafios da mobilidade são estreitamente ligados ao desenvolvimento: os transportes coletivos facilitam o acesso ao emprego, aos serviços básicos e reduzem as desigualdades, com o bônus ambiental de diminuírem a poluição sonora e as emissões de partículas.

Para suprir essa carência, a AFD desenvolve estratégias que levam em conta as problemáticas urbanas como um todo, desde as infraestruturas até a coesão social. Financiamos, por exemplo, a construção do metrô em São Domingos, os projetos de mobilidade sustentável de Curitiba e, mais ambicioso ainda, a transformação de Medellín em cidade. Privilegiamos as parcerias entre atores locais e atores franceses (entes subnacionais, empresas) que fornecem apoios técnicos. 

Combater o aquecimento do clima e proteger o meio ambiente

Medellín, Colombia

Combater o aquecimento do clima e proteger o meio ambiente

O desafio ecológico é considerável na América Latina. A intensificação da produção agrícola, a urbanização e o desenvolvimento de atividades industriais corroem fortemente o capital ambiental, apesar da sua riqueza. Por isso, os governos nacionais e as autoridades locais procuram conciliar a valorização dos recursos naturais e a proteção do meio ambiente.

A AFD os apoia nessa abordagem. Atuamos especialmente para melhorar a gestão da água de forma sustentável e equitativa (saneamento, modernização das redes de distribuição etc.). É esse o sentido da nossa ação na Colômbia, por exemplo. Os país dispõe de amplos recursos hídricos, porém mal distribuídos no território. A falta de água nas cercanias das cidades, agravado pela sua má qualidade quando é distribuída, gera conflitos entre usuários.

Focalizamos também o combate aos distúrbios do clima que atingem o continente, e a preservação da biodiversidade. Vale lembrar que os países da América Latina são atores de peso na negociações internacionais sobre o clima (o Peru recebeu a COP20 em 2014). Nos os apoiamos na implementação das suas contribuições ao Acordo de Paris (CNDs).

11
11 países de atuação
70%
70% dos projetos têm impacto positivo sobre o clima
6,8
6,8 bilhões de euros de financiamentos entre 2009 e 2016

A América Latina é o continente mais urbanizado do mundo. Por isso os desafios que cercam a cidade sustentável, que associa desenvolvimento urbano, coesão social e preservação do meio ambiente, estão no cerne da ação dos governos nacionais e das autoridades locais. O desafio do clima veio acrescentar-se aos programas já implementados.

A AFD atua na América Latina e no Caribe no marco de um mandato chamado de “crescimento verde e solidário”. Isso significa que acompanhamos os nossos parceiros na via de um desenvolvimento econômico que beneficie as populações vulneráveis e seja compatível com a proteção do meio ambiente e dos recursos naturais. No Caribe, apoiamos também a integração regional.

A nossa atividade na região se alicerceia em laços históricos, linguísticos e culturais fortes, e se reflete em um diálogo político sustentado, bem como em intercâmbios técnicos e acadêmicos. Mantemos uma relação privilegiada com os entes subnacionais e os bancos de desenvolvimento locais (nacionais e regionais).

A nossa presença no continente começou no Haiti (1976) e culminou recentemente com a Argentina (2017). Com o Fundo Francês para o Meio Ambiente Mundial (FFEM), a Proparco (nossa subsidiária para o setor privado) e as ONGs que financiamos, atuamos hoje em toda a região.

Interactive map
This map is for illustrative purposes only and does not engage the responsibility of the AFD Group
TEMÁTICAS
TIPO DE FINANCIAMENTO
Antennas
Filters

TEMÁTICAS

Tout cocher
Tout décocher

TIPO DE FINANCIAMENTO

Tout cocher
Tout décocher

Antennas

Display local antennas

Filters

Iniciar a pesquisa
See map of all projects

Brasil: as águas residuais de Santa Catarina finalmente tratadas

Desde 2012, a Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) vem realizando um ambicioso projeto para melhorar o tratamento das águas residuais das cidades do interior de Santa Catarina. Com cerca de 200 mil pessoas beneficiadas, a iniciativa oferece múltiplos benefícios, pois ajuda a preservar o meio ambiente, reduzir o gasto em saúde e melhorar o patrimônio turístico.
Know more