Água e saneamento

A água é um dos principais desafios do século XXI... As penúrias, a má qualidade dá água ou a falta de instalações de saneamento têm um impacto negativo sobre a segurança alimentar, a saúde, a igualdade de gêneros e as condições de vida das pessoas desfavorecidas. Para a AFD, a água é também um recurso vital a ser protegido e manejado em benefício de todos. Essa é a visão que prevalece em muitos projetos de acesso à água e ao saneamento que apoiamos no mundo todo.
  • logo linkedin
  • logo email
Kenya accès à l'eau douche Bidonville de Kibera
A AFD, A ÁGUA E O SANEAMENTO: MANEJAR MELHOR O RECURSO E RESPONDER O DESAFIO DA UNIVERSALIZAÇÃO DO ACESO
Eau potable à Kinshasa

Apoiar a definição de marcos setoriais claros e eficientes

Jodhpur, eau, Inde

Apoiar a definição de marcos setoriais claros e eficientes

A primeira prioridade da AFD é o fortalecimento da governança nacional e local, com vistas a garantir uma gestão técnica e financeira sustentável do setor e acompanhar os nossos parceiros para além dos projetos financiados.

Cerca da metade dos projetos prevêem apoios institucionais, e mais de 80% incluem ações de fortalecimento das capacidades.

Fornecer serviços de água e saneamento de qualidade

Ouganda, école, version portugaise

Fornecer serviços de água e saneamento de qualidade

Nos contextos de crescimento urbano e demográfico acelerado que prevalece em muitos países em desenvolvimento, garantir o acesso à água e ao saneamento representa um desafio considerável. Para responder, a AFD financia a construção e a renovação de infraestruturas de produção e distribuição de água potável, focalizando prioritariamente os bairros precários e as zonas de extensão urbana.

Definidos em concertação com as autoridades responsáveis pelos serviços de água e saneamento, esses projetos dão especial atenção para espaços públicos como escolas e centros de saúde. Também incluem campanhas de conscientização para a higiene para reduzir a incidência das doenças ligadas ao consumo de água imprópria.

Para garantir a perenidade das infraestruturas que ela financia, a AFD trabalha em estreita colaboração com os seus parceiros com vistas a assegurar a qualidade e a sustentabilidade dos serviços de água e saneamento. Ela também zela para que sejam acessíveis por todos, inclusive os mais desfavorecidos.

As zonas rurais não são esquecidas: existem programas específicos em pequenas cidades e aglomerados rurais para fornecer níveis de serviços comparáveis com os dos grandes centros urbanos.

Manejar os recursos hídricos de forma sustentável

Maroc, traitement eaux usées, Zizola

Manejar os recursos hídricos de forma sustentável

Para responder ao importante aumento da demanda, a AFD preconiza uma gestão integrada dos recursos hídricos, que permita garantir uma partilha concertada entre os diversos usos (agrícolas, domésticos, energéticos, industriais) e levar em conta as necessidades dos ecossistemas.

Em um contexto de mudança do clima, especialmente no que tange a secas, priorizamos a eficiência da utilização da água nas atividades mais consumidoras: agricultura, indústria e água potável. O nosso objetivo é preservar o recurso tanto em termos de quantidade como de qualidade.

Para preservar a quantidade, apoiamos projetos de redução das perdas e do desperdício, iniciativas de renovação dos lençois freáticos, e medidas “não convencionais” como a reutilização das águas residuais na agricultura e na indústria, a dessalinização da água do mar ou a construção de barragens.

Para preservar a qualidade, financiamos a construção de estações de tratamento das águas domésticas e dos efluentes industriais.

Dominar o risco de inundação

Fortaleza, inondation, déficit, Cardoso

Dominar o risco de inundação

As inundações são o fenômeno que mais atinge a população mundial. A Ásia é o continente mais exposto do planeta: 9 dos 10 países mais afetados por inundações são asiáticos.

A AFD financia projetos de gestão das águas pluviais nas grandes cidades em que as inundações causam prejuízos importantes e freiam o desenvolvimento econômico. Localizados em zonas vulneráveis, esses projetos melhoram a resiliência das cidades ao contribuir para a adaptação às mudanças do clima. A nossa estratégia de gestão é fundamentada em três princípios complementares e interconectados: prevenção, preparação e cultura do risco.

Para prevenir o risco, a AFD promove uma organização do território que permita antecipar a ocorrência de uma inundação muito antes da situação de crise. As nossa prioridades são limitar a urbanização em áreas inundáveis e gerir a ocupação do solo. Também preparamos as populações envolvidas para a gestão da crise para facilitar a reação em casos de inundação. O objetivo é pôr as pessoas em segurança e possibilitar a volta rápida dos principais serviços e atividades do território. Por fim, transmitimos uma cultura do risco para todos os atores envolvidos (instituições públicas e privadas, sociedade civil e populações) para melhorar a resiliência e a capacidade de adaptação das cidades.

1,2
bilhões de euros investidos no setor em 2018
4
milhões de pessoas beneficiarão de um serviço de abastecimento de água potável gerido com total segurança
1
milhão de pessoas terá acesso a um serviço de saneamento gerido com total segurança

Aspecto central dos desafios do desenvolvimento sustentável, o acesso a água e saneamento é reconhecido como um direito humano pelas Nações Unidas desde 2010. Fonte de vida e de biodiversidade, os recursos hídricos são um bem mundial, e sua preservação é um dos maiores desafios ambientais do século XXI. A água e o saneamento também são motores indispensáveis para um crescimento mais ecológico e inclusivo.

O lugar prioritário da água e saneamento e da gestão sustentável dos recursos hídricos na agenda internacional de redução da pobreza há mais de 10 anos permitiu progressos significativos, mas também mostra que há ainda muito trabalho pela frente: mais de dois bilhões de pessoas continuam sem acesso a um serviço de água potável de boa qualidade em seus domicílios, e uma em cada três pessoas não dispõe de saneamento adaptado. Sob pressão, os recursos hídricos também são particularmente vulneráveis às mudanças climáticas. Por fim, o setor continua a sofrer de um déficit de governança que atrapalha sua eficiência e freia o apetite dos investidores potenciais.

Em 31 de dezembro de 2018, 185 projetos financiados pela AFD estavam em execução no setor de água e saneamento. Em termos de financiamento, isto representa um montante total de 5,6 bilhões de euros, investidos pela AFD, dos quais 4,3 bilhões de euros ainda pendentes.

Interactive map
This map is for illustrative purposes only and does not engage the responsibility of the AFD Group
GEOGRAFIA
TIPO DE FINANCIAMENTO
Antennas
Filters

GEOGRAFIA

Tout cocher
Tout décocher

TIPO DE FINANCIAMENTO

Tout cocher
Tout décocher

Antennas

Display local antennas

Filters

Iniciar a pesquisa
See map of all projects

News & Events

Brasil: as águas residuais de Santa Catarina finalmente tratadas

Desde 2012, a Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) vem realizando um ambicioso projeto para melhorar o tratamento das águas residuais das cidades do interior de Santa Catarina. Com cerca de 200 mil pessoas beneficiadas, a iniciativa oferece múltiplos benefícios, pois ajuda a preservar o meio ambiente, reduzir o gasto em saúde e melhorar o patrimônio turístico.
Know more